Institucional Consultoria Eletrônica

Manutenção de arquivo, volta ao Ponto Manual e Marcações incorretas


Publicada em 03/03/2011 às 12:00h 

As duas opções são válidas, porém, caso o empregador resolva gerá-los a partir do pedido da fiscalização, a produção desses arquivos deve ser imediata, no momento em que forem solicitados pelo auditor fiscal.

O empregador que já utiliza o ponto eletrônico pode voltar a utilizar o sistema manual ou mecânico de anotação de jornada?

Sim.

O MTE fornecerá modelo do "Atestado Técnico e Termo de Responsabilidade”?

Não. O atestado emitido pelo fabricante de REP ou de Programa de Tratamento deverá observar o disposto nos artigos 17 e 18 da Portaria MTE 1.510/2009.

Como o empregador deve proceder no caso de uma marcação incorreta ou da falta de registro de ponto?

Esses casos devem ser atendidos pelo Programa de Tratamento e documentados no AFDT. Na situação de marcação incorreta, ou seja, quando o empregado marcar uma entrada ou saída sem ter realmente entrado ou saído do trabalho ou quando o fizer em duplicidade, esse registro deve ser sinalizado como marcação desconsiderada ('D') no campo 7 do AFDT e na justificativa a ocorrência deve ser explicada. Se houve falta de marcação de ponto, deve ser incluído no AFDT o correto horário de entrada ou saída do empregado, bem como a justificativa para a omissão da marcação, e o campo 9 dever ser informar que aquela marcação foi incluída ('I').

Fonte: MTE.

Acesse as matérias publicadas até o momento relativas a série: Sistema de Registro de Ponto Eletrônico, aqui






Veja as matérias na seção 'Sistema de Registro de Ponto Eletrônico - SREP'.
Telefone (51) 3349-5050
Vai para o topo da página Telefone: (51) 3349-5050